Conteúdos de Fizban's Treasury of Dragons

D&D Live 2021: Fizban’s Treasury of Dragons é anunciado!

Publicado por

O “draconomicon” da 5ª edição chegará às lojas em outubro!

E mais uma vez, um vazamento joga água no chopp da Wizards of the Coast. Dois dias antes do evento D&D Live 2021, a plataforma D&D Beyond deixou uma brecha em seu código, denunciando o quinto livro a ser lançado em 2021 (quarto em ordem cronológica): Fizban’s Treasury of Dragons!

O Tarokka Deck e os baralhos de magia de Dungeons & Dragons estão disponíveis em português!
Conheça mais sobre o baralho nesta publicação!

Um típico livro da 5ª Edição

D&D Live 2021
A capa convencional de Fizban’s Treasury of Dragons

Assim como acontece com todos os livros da edição, Fizban’s Treasury of Dragons tenta agraciar jogadores e mestres ao mesmo tempo, fornecendo novas informações sobre a história do jogo para os mestres e disponibilizando novas opções de customização de personagens para os jogadores (ainda que de forma rasa).

Aos jogadores, o livro apresenta duas novas subclasses (ou arquétipos): o Caminho do Dragão Ascendente, para o Monge; e o Guardião Dragão, para o Guardião. Estes dois arquétipos já deram as caras na Quinta Edição (mas com outros nomes) através da Unearthed Arcana Draconic Options, cuja tradução em português você encontra neste link.

Além dos dois novos arquétipos, o livro permitirá que personagens draconatos (dragonborns) optem por novas subraças. Agora, você poderá distinguir-se de demais draconatos ao escolher ser um draconato cromático, metálico ou gema – e cada uma dessas opções contém cinco escolhas adicionais. Por fim, há um novo talento e novas magias

Estrutura do livro

Fizban's Treasury of Dragons Alternative Cover
Capa alternativa de Fizban’s Treasury of Dragons.

A estrutura do livro se assemelhará a dois livros icônicos da edição: Mordenkainen’s Tome of Foes e Volo’s Guide to Monsters. Além do já citado capítulo acerca de novas opções de customização, o livro terá outras duas grandes seções.

A primeira delas se aprofunda na história dos dragões, explicando como Bahamut e Tiamat criaram (e destruíram) o Primeiro Mundo, que deu origem a todos os outros universos de Dungeons & Dragons (e por isso, há dragões no título do jogo) e introduzindo o conceito de ecos: alguns dragões se tornam tão poderosos que um eco deles surge no multiverso. E quando o dragão original consegue entrar em contato com seu eco, eles podem se unir, formando um Grande Dragão.

Este capítulo também apresenta uma voluptuosa caixa de ferramentas para mestres, disponibilizando diversas tabelas para que estes consigam criar seus próprios mundos ou campanhas baseando-se nos dragões. Há também tabelas para que você customize o tesouro e a personalidade de seus dragões – portanto, você poderá ter dois dragões de cobre com comportamentos distintos, mas reconhecíveis dentro desta espécie. Vale destacar aqui que James Wyatt é o líder deste projeto na Wizards of the Coast. E Wyatt foi um dos autores que trabalharam no renomado Draconomicon da 3ª edição.

A segunda grande seção é um bestiário, contendo mais de 20 novas criaturas. E as principais estrelas deste capítulo são os dragões-gema, que figurarão pela primeira vez em um livro da quinta edição de Dungeons & Dragons. O livro apresentará os cinco tipos de dragão-gema, além de suas variações por idade. Também haverá variações por idade do dragão tartaruga – sendo que a versão do Monster Manual: Livro dos Monstros é a versão anciã.

Gem Dragons
Um dragão-gema em seu esplendor.

Também teremos blocos de estatísticas para os Grandes Dragões, e estes terão mecânicas de criaturas míticas, apresentadas pela primeira vez em Mythic Odysseys of Theros (o que promete adicionar uma camada adicional de complexidade na batalha). Outros dragões únicos (como os dragões de Faéria, ou Agréstia das Fadas) darão as caras no livro. Por fim, tal como em Volo’s Guide to Monsters, teremos mapas dos covis de vários destes dragões.

Mas…e o Fizban?

Você deve ter reparado que, até o momento, não realizamos qualquer menção a Fizban, avatar de Paladine e personagem icônico do cenário de Dragonlance que dá nome ao livro. Isso acontece porque, tal como Volo em Volo’s Guide to Monsters, Fizban “fará” apenas algumas citações no livro. Este não é um livro sobre Dragonlance ou sobre os dragões de Dragonlance, mas sobre dragões do multiverso. Durante o evento, James Wyatt fez citações aos dragões de Eberron, Forgotten Realms e Greyhawk, mas não falou sobre Dragonlance em momento algum.

Ficha Técnica

Livro: Fizban’s Treasury of Dragons
Idioma: Inglês
Capa: Capa dura
Nº de páginas: 
Data de lançamento: 19 de outubro de 2021
Preço sugerido: US$ 49,99/R$ 253,38
Onde adquirir a versão digital: D&D Beyond, Roll20
Onde adquirir a versão física: Amazon Brasil, Amazon US

Publicações mais recentes

Strixhaven: A Curriculum of Chaos Preview

D&D Live 2021: mais informações de Strixhaven e The Wild Beyond the Witchlight são reveladas!

Conheça mais sobre dois dos próximos títulos de Dungeons & Dragons: The Wild Beyond the Witchlight e Strihaven: A Curriculum of Chaos!

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s