Problemas com Powerplayers

RPG e o hate aos powerplayers

Publicado por

O ódio aos powerplayers é válida? É isso que discutiremos hoje!

Você sabe o que é um jogador powerplayer? Se sua resposta é não, nós podemos definir que um jogador powerplayer é aquele que gosta de criar personagens otimizados em números, se tornando fortes por natureza. Podem possuir combos fortes para maximizar seu dano e, costumeiramente, se aproveitam de brechas no sistema para melhorar ainda mais seu personagem. Isso faz com que seus personagens fiquem muito fortes quando comparado aos demais.

Entendemos perfeitamente as críticas aos powerplayers e consideramos algumas delas válidas, mas, muitas dessas críticas são um tanto quanto infundadas. Mas vamos discutir sobre isso agora!

Mas antes, você já conferiu nossa página de promoções? Apenas lá você encontrará as principais promoções de RPG do Brasil – como por exemplo, a edição nacional do Tome of Beasts por R$ 150! São 400 novos monstros para D&D 5ª edição!

Hate Powerplayers RPG
Gilgamesh, o powerplayer de Final Fantasy!
Arte de Steven G, disponível no Artstation!

O Hate aos Poweplayers

Todos os tipos de jogadores apresentam problemas.

Cada arquétipo de jogador apresenta qualidades e defeitos. Ou seja, não é apenas o jogador powerplayer que pode trazer complicações para sua mesa. Alguns exemplos:

  • Um jogador Tático pode ficar dando bronca em outros jogadores por decisões erradas no combate (como por exemplo, quando você se posiciona numa fileira de 5 inimigos que estavam implorando pra tomar um relâmpago);
  • Jogadores Atores podem querer tomar o rumo da história, o que pode levar a perda do protagonismo dos demais jogadores;
  • Um jogador Combatente pode destruir interações sociais (“Vocês encontram o Taverneiro e…ATACAR!!!);
  • Jogadores Narradores (que gostam mais da história) podem tomar muito tempo da sessão com diálogos arrastados e desnecessários (Sério, acho que a história do mendigo da rua 34 não deve ser tão relevante assim…);
  • Um jogador Explorador pode abusar de Meta-Game e acabar com encontros de exploração. Ou, não distribuir o loot igualmente (Quem nunca brigou por loot que atire a primeira Bola de Fogo);
  • Os Advogados de Regras podem fazer com que uma simples regra que o Narrador decidiu ignorar se transforme em uma discussão de 30 minutos;
  • Jogadores que veem o RPG e suas tendências como algo imutável poderão esbravejar com comportamentos que não seguem a tendência à risca;
  • Jogadores Controladores (aqueles que controlam recursos) podem atrapalhar o andamento da aventura ao economizar recursos (itens, ouro) de forma excessiva;
  • Jogadores com excessivo conhecimento do sistema podem se utilizar de Meta-Game e, com isso, desbalancear encontros de combate.

Dito isso, porque os defeitos do powerplayer são os únicos que são discutidos a esmo?

A resposta é um tanto quanto simples: os defeitos do powerplayer são os únicos que questionam ou atacam os poderes de um Mestre/Narrador. Uma pesquisa rápida nas redes sociais revelará que os jogadores que atuam junto com o powerplayer normalmente não veem problemas em tal jogador: essas reclamações quase sempre partem dos mestres de tais jogadores.

No entanto, os problemas trazidos por outros tipos de jogadores pode ser ainda mais problemático para sua mesa. Mas os Mestres não percebem tais situações porque estes defeitos não o afetam. E, quando perceber que tais problemas afetam os outros jogadores de sua mesa, será tarde demais.

Ou seja, se você notar algum jogador frustrado em sua mesa, converse com ele e descubra o problema antes que seja tarde.

Os problemas que um powerplayer pode trazer a um mestre

Como já dissemos, o powerplayer busca criar builds (conjunto de atributos, equipamentos e perícias) poderosas para os personagens, o que pode não agradar o mestre. Mas, algumas atitudes podem fazer com que o mestre se irrite ainda mais, fazendo com que sua mera existência seja uma dor de cabeça:

  • O powerplayer força o Mestre a ler/estudar: você gosta de fazer coisas de maneira forçada? Tenho quase certeza que não. Um powerplayer induz o Mestre a estudar cada nuance do sistema;
  • Questionar a interpretação do Mestre: imagine ter sua build destruída por conta de um erro de interpretação de seu Mestre (o que pode ocorrer em toda e qualquer mesa, afinal, ninguém é obrigado a saber de tudo). Se a perda de poder for muito grande, com certeza o powerplayer irá reclamar e questionar sobre a decisão tomada. Como Mestre, o melhor que você pode fazer nessas ocasiões é combinar que você lerá a regra após o jogo e, caso o powerplayer esteja certo, use a regra correta.
    Lembre-se: Errar é humano, repetir o erro por ser egocêntrico é burrice.

Aproveitando, lembre-se que não vale a pena pena você parar a ação do jogo para ficar discutindo regras. Você vai fazer com que grande parte do seus jogadores fiquem parados enquanto você debate sobre as regras, e, ao mesmo tempo, você vai destruir a imersão de seus jogadores nessa pausa forçada.

  • Desbalancear o combate: por conta de sua build poderosa, o powerplayer pode desbalancear o combate, frustrando as táticas e as preparações do Mestre. No entanto, os Mestres podem contornar esse problema facilmente aumentando a quantidade de monstros repentinamente ou criando encontros com a dificuldade maior que a habitual.

Devo remover um Powerplayer do meu jogo?

A resposta é clara: não.

Algo que as pessoas esquecem quando jogam RPG é que RPG ainda é um jogo. Da mesma forma que uma pessoa usa do metagame pra obter vantagens, o powerplayer busca construções de personagem para derrotar seus inimigos da forma mais rápida possível ou sobreviver por mais tempo. No fim das contas, tanto as ações do powerplayer como do metagamer possui funções claras: aumentar sua chance de sobrevivência – seja com um ataque que causa 30 de dano no 1º nível ou falando que existe uma armadilha em tal lugar porque você já a viu em funcionamento em algum filme do Indiana Jones.

Lembre-se que pessoas diferentes se divertem de formar diferentes, principalmente quando se trata de um RPG, e renegar a diversão de um jogador por conta da cisma com o personagem de um jogador soa inadequado.

Ademais, você como Mestre sempre poderá extrair o melhor ou o pior de seus jogadores. Você pode utilizar seu powerplayer de bolso para:

  • Ajudar outros jogadores a melhorar a construção de seus respectivos personagens;
  • Você pode usar os powerplayers como advogados de regra, ajudando a fluidez do jogo em discussões de regra;
  • Por último, um powerplayer é muito bem vindo quando há diversos jogadores atores ou mais voltados para a interpretação. Acredite, alguém tem que saber dar porrada quando a coisa aperta.

E você? Suas experiências com jogadores powerplayers são positivas ou negativas? Deixe sua opinião nos comentários.

E se você gostou, não se esqueça de nos acompanhar em nossas mídias sociais!
Você pode nos acompanhar no Facebook, no Instagram ou no Twitter. Caso você prefira vídeos, você pode nos seguir na Twitch ou no Youtube!

Até a próxima!

The Darkest House Kickstarter

Monte Cook Games anuncia aventura The Darkest House!

A Monte Cook Games anunciou The Darkest House, uma aventura multisistema e que possui premissas inovadoras!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s