Criando NPCs

Como dar profundidade aos NPCs

Publicado por

Tem dificuldades ao dar uma identidade aos seus NPCs? Temos algumas dicas para você!

Muitos mestres já empacaram na hora de criar um bom NPC. Afinal, qual é a melhor forma de criá-los? Como estabelecer comportamentos e adicionar personalidade em um personagem do Mestre (ou PDM) tão essencial? Temos algumas dicas para te ajudar!

O Bestiary 1 de Pathfinder 2ª Edição na versão “livro de bolso” está custando apenas R$ 80!
Isso equivale a 26% de desconto.

Como criar NPCs
Ilustração incrível da Sandra Duchiewics, disponível no Artstation!

Para desenvolver nossos NPCs, nossa equipe criou um método para facilitar este processo. Apelidamos este processo de Método 4-5.

O Método 4-5 para a criação de um NPC

O método 4-5 possui esse nome porque você estabelece cinco pontuações para quatro habilidades-chave. A imagem abaixo lhe ajuda a entender como funciona este exercício (mas claro, explicaremos com detalhes como você deve proceder).

Como criar NPCs para RPG
Acredite: estabelecer um NPC é muito mais simples do que você imagina!

Passo 1: Determine nome e profissão

O primeiro passo é auto-explicativo: munido de papel e caneta (ou um bloco de notas), escolha o nome e a profissão ou classe do seu NPC.
Até aqui, é bem tranquilo, né?

Passo 2: Determine Valores de Atributo

O segundo ponto é determinar valores de atributo para quatro habilidades essenciais em um NPC:

  • Bajulado(a): O quanto essa pessoa pode ser bajulada?
  • Subornado(a): O quanto essa pessoa pode ser comprada (não apenas com dinheiro, mas com itens e afins)?
  • Intimidado(a): O quanto essa pessoa pode ser intimidada?
  • Persuadido(a): O quanto essa pessoa pode ser persuadida – seja por ideias bem construídas ou por ideais?

Determine os seguintes valores em cada uma das habilidades: 1, 3, 8, 13 e 21. Enquanto 1 representa que a pessoa é pouco suscetível a forma de convencimento listada, 21 representa que a pessoa é extremamente suscetível. Você pode repetir um valor em duas habilidades, caso julgue necessário.

Porque usar uma sequência Fibonacci?

Caso não tenha percebido, 1, 3, 8, 13 e 21 fazem parte da famigerada sequência Fibonacci. Escolhemos ela em vez da habitual sequência de 1 à 5 porque é sempre difícil mensurar a diferença entre 2 e 3, 3 e 4 e demais sequências. Dando valores mais “espaçados”, é mais perceptível a diferença entre um valor e outro – consequentemente, mais simples de se preencher baseado em tais valores.

Passo 3: Insira os porquês

Enquanto os dois primeiros passos formam a parte teórica, nos dois próximos passos iremos ao campo prático. E é aqui que a mágica realmente acontece: dos quatro valores que você acabou de atribuir, escolha a habilidade com o valor mais alto e a habilidade com o valor mais baixo e se pergunte o porquê de atribuir tal valor, descartando os dois valores restantes.

Por exemplo

A personagem Irina possui seu maior valor como subornada – muito por conta de seu ofício: uma menestrel. Para ela que teve uma infância difícil, qualquer fonte de renda, independente de onde venha, é válida. Já o seu menor valor é a persuasão: Menestréis costumam ouvir muitas histórias pelas bocas de muitas pessoas. Com tanto conhecimento assim, Irina se mostrou uma mulher difícil de dobrar com argumentos bem construídos.

O personagem João possui como seu valor mais alto a intimidação. Isso porque seu personagem era frequentemente agredido por seu pai, um antigo coronel do exército que exercia sua autoridade por meio da força bruta. Esse trauma fez com que João se sentisse acuado sempre que era hostilizado de alguma forma, cedendo de forma involuntária. Isso também fez com que o personagem João tivesse seu valor mais baixo a bajulação: esse trauma o tornou cético e desconfiado.

Como pôde ver, apenas ao inserir dois porquês na história do personagem, você obteve informações o suficiente sobre a história de um NPC, tornando-o mais vivo e estabelecendo um plano de fundo que pode ser explorado pelos jogadores. Além disso, você pode trabalhar a profissão do personagem nesses porquês, assim como fizemos no caso de Irina, a Menestrel.

Você até pode criar um porquê para cada número atribuído, mas não é necessário para dar mais profundidade ao NPC. Como esses valores restantes costumeiramente estarão no “meio-termo”, será difícil destacá-los e até mesmo extrair características marcantes de tais valores. Por fim, não tenha medo de recorrer a clichês aqui, já muitas características dos personagens poderão ser alteradas no último passo.

Passo 4: Insira as características

Agora munido dos porquês dos valores atribuídos, devemos dar uma característica marcante ao personagem para cada um dos porquês. Voltando ao nosso exemplo:

Irina: Sorriso radiante, anda sempre acompanhada de seu alaúde. É simpática e dá a impressão de estar sempre disponível para uma conversa amigável. No entanto, é péssima com favores: quando percebe que a conversa se encaminha para um pedido, favor ou uma simples informação, ela estende a mão com a palma aberta e diz: “o resto, só com dinheiro”

João: Caminha sempre olhando para o chão, com medo de cruzar olhares com outras pessoas. Se assusta quando pessoas o tocam e nutre certo pavor por desconhecidos. Quando as pessoas tentam se comunicar com ele, ele sempre tentará encerrar o diálogo o mais breve possível.

Você pode atribuir aqui características físicas (como o alaúde de Irina e a postura corcunda de João), bem como comportamentos intrínsecos dos personagens (como a postura defensiva de João). Se apenas uma característica por porquê não for suficiente para você, sinta-se livre para atribuir mais características a seu gosto!

Aqui há algumas sugestões de características que você pode explorar:

  • Postura (cabeça erguida, corpo ereto, tremeliques).
  • Estado emocional (feliz, triste, cabisbaixo).
  • Vestuário (como um anel de realeza, uma coroa de princesa ou uma calça castigada pelo tempo).
  • Fala (sotaque, erros de linguajar).
  • Linguagem corporal (braços cruzados, olhos em movimento procurando algo ou alguém).

Viu só como é simples dar mais profundidade aos seus NPC’s?
Essas dicas te ajudaram? Deixe sua opinião nos comentários!

E se você gostou, não se esqueça de nos acompanhar em nossas mídias sociais!
Você pode nos acompanhar no Facebook, no Instagram ou no Twitter. Caso você prefira vídeos, você pode nos seguir na Twitch ou no Youtube!

Até a próxima!

Homeworld Revelations

Homeworld: RPG do jogo eletrônico está em pré-venda!

O mundo de Homeworld chega aos RPGs de mesa através do RPG oficial da franquia, que será publicado pela Modiphius!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s