Criando Scrolls em D&D 5ª Edição

D&D 5E: Criando pergaminhos de magia!

Publicado por

Aprenda a criar estes itens mágicos consumíveis!

Os pergaminhos de magia (ou scrolls, em inglês) são itens mágicos importantes para um grupo de aventureiros. Ao utilizá-los, você conjura a magia escrita no pergaminho sem consumir seus espaços de magia, mas desintegrando o pergaminho utilizado.

Pergaminhos são úteis em D&D 5ª Edição, principalmente nos níveis iniciais, onde personagens conjuradores possuem poucos espaços de magia: os pergaminhos permitem que você conjure mais magias durante um dia de aventura. Outro atrativo dos pergaminhos é poder conjurar magias que você não preparou em determinado dia, aumentando o seu repertório.

Dito isso, nossa postagem de hoje vai explicar tudo o que você precisa saber para criar seus próprios pergaminhos em D&D 5ª Edição, além das regras de utilização e aprendizagem das magias!

Mas antes, você já conferiu nossa página de promoções? Apenas lá você encontrará as principais promoções de RPG do Brasil – como por exemplo, a edição nacional do Tome of Beasts por R$ 150! São 400 novos monstros para D&D 5ª edição!

Criando Scrolls em D&D 5E
Arte espetacular do Efflan Mercier. Clique aqui para ver a imagem!


Antes de entrarmos nas regras propriamente ditas, é importante ressaltar que existem duas regras distintas para a criação de pergaminhos: o Dungeon Master’s Guide: Livro do Mestre (também conhecido como DMG) apresenta as regras para criação de itens mágicos – o que inclui os pergaminhos mágicos. Em 2017, o livro Xanathar’s Guide to Everything (ou XGtE) aprofundou muitas das regras apresentadas no DMG, criando regras específicas para a criação de pergaminhos.
Nosso Blog apresenta as regras apresentadas nos dois livros. Vamos a elas?

Regras do Livro do Mestre

Como citamos acima, as regras para criação de pergaminhos do Livro do Mestre seguem as mesmas regras da criação de itens mágicos, o que torna a criação de pergaminhos demasiadamente complicada. Em primeiro lugar, você deve cumprir os seguintes pré-requisitos para criar seus pergaminhos:

  • Você precisa ter a fórmula para criar o pergaminho.
  • Você deve ser um conjurador com espaços de magia e capaz de conjurar a magia que será lançada pelo pergaminho.
  • Se a magia exigir componentes materiais, você deverá provê-los uma única vez.
  • Se o processo de criação superar mais de um dia, você deve conjurar a magia que será conjurada por meio do pergaminho durante todos os dias em que você trabalhará no item.
  • Você deve possuir o nível mínimo exigido pela raridade do pergaminho para confeccioná-lo.

A tabela abaixo mostra o tempo necessário, o custo e o nível mínimo que você precisa possuir para criar seu pergaminho:

Criando Pergaminhos com o Dungeon Master's Guide
Criação de pergaminhos do Livro do Mestre

Pelo fato da criação de pergaminhos utilizar as mesmas regras da criação de itens mágicos, existem algumas observações importantes a se fazer:

  • O Mestre pode determinar que o grupo necessitará ter acesso a itens ou locais específicos para criar os pergaminhos.
  • O ouro gasto para criar o pergaminho não é consumido de uma única vez: em vez disso, você consome 25 po para cada dia em que você trabalha no item, até que o item seja confeccionado.
  • Mais de uma pessoa pode trabalhar para confeccionar o pergaminho, diminuindo o tempo de sua criação: para cada pessoa que trabalhe no item, deduza 25 po adicionais, até que o valor gasto iguale o custo do pergaminho.

Por exemplo:

Se duas pessoas trabalharem em um pergaminho, você deve deduzir 50 po por dia em vez de 25 (25 x 2). Como o custo para confeccionar um pergaminho de 1º nível é de 50 po, você concluiria a sua criação em um único dia, em vez de dois.

Se quatro pessoas trabalharem em um pergaminho, você deve deduzir 100 po por dia em vez de 25 (25 x 4). Se as quatro pessoas trabalharem na confecção de um pergaminho de 5º nível, eles terminarão o trabalho em 25 dias, em vez dos habituais 100 dias (2,500 po/100 po = 25 dias).

Como pudemos ver, a regra de criação fornecida no Livro do Mestre é exageradamente complicada para a criação de algo tão simples.

Regras do Xanathar’s Guide to Everything

O Xanathar’s Guide to Everything simplificou muitas das mecânicas apresentadas no Livro do Mestre, tornando a regra mais linear. Muitas das mecânicas durante o período de inatividade se resumem a “pague o custo, espere X dias e está pronto o sorvetinho“.
A página 133 do livro apresenta as regras de criação de pergaminhos, abaixo:

  • Para criar um pergaminho de magia, você precisa ser proficiente na perícia Arcanismo (Inteligência).
  • A magia que você deseja transcrever para o pergaminho deve ser conhecida por você ou estar na sua lista de magias preparadas do dia.
  • Se a magia exigir componentes materiais, você deverá provê-los uma única vez.


Cumprindo todos as exigências acima, a tabela abaixo indica o nível da magia, o tempo exigido para criá-la e seu custo:

Criando Scrolls com o Xanathar's Guide to Everything
Criação de pergaminhos do Xanathar’s Guide to Everything

Cumprindo todos os requisitos e arcando com o tempo e custo necessário para confeccionar o pergaminho, ele estará pronto!

Nós recomendamos que você utilize as regras apresentadas no Xanathar’s Guide to Everything no lugar do Livro do Mestre, mas a palavra final em questões de regras é do Mestre.

Regras para usar pergaminhos

A página 200 do Livro do Mestre apresenta as regras para utilizar pergaminhos.
Vamos a elas:

  • Em primeiro lugar, para conjurar a magia escrita no pergaminho, a magia deve fazer parte da lista de magias de sua classe. Ou seja, se você é um mago e encontra um pergaminho com a magia curar ferimentos (disponível para as classes artífice, bardo, clérigo, druida e guardião), você não pode conjurá-la pelo fato de curar ferimentos não fazer parte da lista de magias do mago.
  • O pergaminho é inteligível para quem não pode conjurar a magia contida nele.
  • O tempo de conjuração da magia descrita no pergaminho é igual ao tempo de conjuração da magia.
    Portanto, conjurar palavra curativa por meio de um pergaminho utilizará sua ação bônus, enquanto conjurar curar ferimentos por meio de um pergaminho utilizará sua ação.
  • Se o círculo da magia for maior que o círculo que você pode conjurar, você deve realizar um teste de atributo usando o seu atributo de conjuração, cuja dificuldade é igual a 10 + círculo da magia. Em um sucesso, a magia é conjurada. Caso contrário, a magia não é conjurada e desaparece do pergaminho.
    O teste de atributo é igual a 1d20 (um dado de vinte lados) + atributo usado na conjuração. Um mago deverá rolar 1d20 + modificador de Inteligência. Um bruxo deverá rolar 1d20 + modificador de Carisma e por aí vai. Não adicione o seu bônus de proficiência em seu teste, mesmo que você seja proficiente na salvaguarda com o atributo.
  • A magia contida no pergaminho não exigirá componentes materiais (afinal, quem criou o pergaminho já usou os componentes, conforme vimos acima).
  • Se a magia exigir salvaguardas ou jogadas de ataque mágico, a tabela abaixo indica o bônus na jogada de ataque ou a CD da salvaguarda:
Se você respeitar as regras acima, você pode conjurar seus pergaminhos tranquilamente!

Aprendendo magias de pergaminhos

Por fim, você também pode adicionar magias escritas em pergaminhos ao seu repertório de magias. Explicamos como a regra funciona a seguir:

  • Em primeiro lugar, apenas magos podem aprender magias contidas em um pergaminho (ou qualquer outro lugar onde uma magia está escrita, como em um grimório, tomo ou outro meio onde a magia está contida).
  • Para aprender a magia, você deve ser bem-sucedido em um teste de Inteligência (Arcanismo), cuja CD é igual a 10 + círculo da magia. Se você obtiver um resultado abaixo da CD, você falhou em aprender a magia.
  • Independente de sua falha ou sucesso em aprender a magia, o pergaminho de magia é destruído.

Gostou das dicas? Tem alguma dúvida a respeito da conjuração de magias? Deixe sua opinião nos comentários!

E se você gostou, não se esqueça de nos acompanhar em nossas mídias sociais!
Você pode nos acompanhar no Facebook, no Instagram ou no Twitter. Caso você prefira vídeos, você pode nos seguir na Twitch ou no Youtube!

Até a próxima!

The Darkest House Kickstarter

Monte Cook Games anuncia aventura The Darkest House!

A Monte Cook Games anunciou The Darkest House, uma aventura multisistema e que possui premissas inovadoras!

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s